Arquivo da categoria ‘Cultura’

Preto contra Branco

Publicado: setembro 26, 2010 em Cultura
Tags:, , ,

Mais informações: http://www.maracatuboigy.blogspot.com

Anúncios

Sarau Lundu

Publicado: setembro 2, 2010 em Cultura, Palestina

A arte como resistência cultural

Dia 11/09/2010 às 19 horas

Casa de Cultura Raul Seixas na Rua Murmúrios da Tarde, 211
Parque Raul Seixas- Itaquera – São Paulo/SP
Informações: 11-2056-0253/ 6184-2405 

http://almaambiental.blogspot.com/

http://maracatuboigy.blogspot.com/

Baque de festa e de guerra

O Maracatu Boigy é um grupo de maracatu de baque virado que pretende trabalhar em prol da transformação da sociedade. Temos o objetivo de participar e promover atividades de formação e ação contra o racismo e pela igualdade.
Acreditamos que a cultura do maracatu pode ser uma forma de resgatar a história dos escravos e reconstruir a identidade, transmitir valores e habitos, reunir as pessoas em torno de questões que são  comuns aos descendentes dos escravos.
Através das toadas pretendemos relembrar a história e, mais que isso, homenagear personagens da luta dos escravos, não pretendemos promover nenhum tipo de pensamentos de brasilidade ou levantar bandeiras do estado de Pernambuco ou de qualquer outro que seja, por que entendenmos que a bandeira do estado de pernambuco não representa a totalidade dos pernambucanos como também a bandeira do Brasil não representa a totalidade dos brasileiros. Desde a escravidão nosso povo é dividido entre senhores e escravos, portanto essa bandeira não foi escolhida pelos escravos. Resgatamos nossa verdadeira história e a cultura por que entendemos que a história na versão dos senhores é a que nos vem sendo nos contada na escola e no nosso dia a dia.
Entendemos o que muitos percebem hoje que a cultura do maracatu é uma riqueza mantida viva com muito esforço pelos maracatuzeros sendo um legado cultural do povo negro foi junto com os negros, nas periferias, onde essa cultura tem sobrevivido ao longo da história, foi nas ruas sem asfalto que essa cultura sobreviveu e que essa riqueza pode e deve ser usada em prol da igualdade e não pode ser transformada em mercadoria por simples interesses comerciais da insdústria cultural.
Hoje a cultura do maracatu está em vários estados brasileiros e é “brincada” por muitos jovens de todas as classes e isso pode dar a impressão que vivemos numa democracia racial.
O que de fato é uma mentira.
Se a riqueza imaterial das classes populares deve ser usufruída por todos então façamos o mesmo com a riqueza material. Esse maracatu vai ajudar nos reunir. Nossa religião, no sentido de fazer com que a gente se “re-ligue”, fazendo a gente se unir de novo e ganhar força.
O Maracatu Boigy pretende recriar laços de união!!
Nosso baque é de festa sim, com nossos irmãos, com nosso povo, com todos e todas que desejarem construir um mundo melhor; com esses nós sorrimos, comemos e bebemos em comunhão.
Mas é de guerra também
Aos senhores do engenho, aos donos, que de alguma maneira em algum momento da história se apropriaram de tudo e nos mantem desde então sob seu jugo.

Converge – cultura alternativa

Publicado: outubro 29, 2009 em Cultura

Apóie a cultura alternativa e autônoma!

cartaz  

Vídeo Palestinos

ATIVIDADE SOLIDÁRIA AOS REFUGIADOS PALESTINOS EM MOGI DAS CRUZES

Serão apresentados dois vídeos, em telão. O primeiro, “A chave de casa”, com duração de 55 minutos, é um documentário que relata a vinda e a vida dos refugiados palestinos que vieram para Mogi das Cruzes no final de 2007.

O segundo vídeo, “Filhos de Nakba”, com duração de apenas 20 minutos, contém entrevistas de palestinos que vivem hoje em Mogi das Cruzes. Estarão presentes, para uma conversa após a apresentação, refugiados palestinos que participaram dos dois vídeos.

Dia 30/05, às 16 horas, na APEOESP – sub sede Mogi, à rua Hamilton Silva e Costa, nº 427, Mogilar. ENTRADA GRATUITA.

1º de Maio Autônomo

SARAU DO TRINCA

1º de Maio: Uma classe, muitas lutas

Por um 1º de Maio Autônomo, Anticapitalista e Antiburocrático!

Quando?
Dia 1º de Maio, a partir das 16 horas, na APEOESP Mogi das Cruzes

Onde?
Rua Hamilton Silva Costa, 427, Mogilar, Mogi das Cruzes (Rua que desce da
estação Mogi da CPTM)

Programação:

16 horas
– Exibição de vídeo sobre as lutas sociais no mundo atual
– Debate – A origem do dia dos trabalhadores: uma classe, muitas lutas – com
presença da educadora popular Simone Maria Magalhães e integrantes de
diversos movimentos sociais em roda
– Lançamento do Jornal Popular Passa Palavra (Brasil-Portugal)!

18 horas em diante:
– Sarau
– Bar
– Teatro
– Poesia
– Exposição
– Discotecagem
– Banda e músicos
– intervenções artísticas
– Comida árabe

Trata-se da iniciativa de coletivos e movimentos sociais de
promover um 1º de Maio alternativo, resgatando o verdadeiro sentido da
data como luta de tod@s nós trabalhadores contra a exploração e opressão,
e fazendo um contraponto às festas de 1º de Maio espetaculosas e vazias
que ocorrem todos os anos, onde a luta social é substituída por shows e
palanques eleitoreiros com sorteios de apartamentos e carros e sem a
participação efetiva dos trabalhadores.
Neste momento de crise, unificar as lutas sociais, construindo o poder
popular!

Iniciativa: Coletivo Trinca
Participação: Coletivo Sopros – Passa Palavra – integrantes da Oposição APEOESP –  Oposição Bancária – professores, artistas e estudantes e demais movimentos sociais e coletivos de Mogi, Alto Tietê e São Paulo.

https://coletivotrinca.wordpress.com
http://passapalavra.info

Fotos do Sarau “Palestina Livre”

Publicado: fevereiro 15, 2009 em Cultura

Dança Palestina

(mais…)

Publicado: janeiro 30, 2009 em Cultura

cartaz-sarau2

A Trinca

Publicado: janeiro 20, 2009 em Cultura
Tudo que é sólido desmancha no ar

Eu sou erva daninha
Planta que brota das rachaduras
Gerando mais rachaduras
E destruindo todo o concreto
Que até ontem parecia invencível
Sou a semente do devir
Que esteve soterrada sob a calçada
Contenho em mim a árvore
Sou e não sou semente ao mesmo tempo
Pois já sou planta, sou flor, sou fruto
Sou a floresta que há de brotar amanhã
Em todas as rachaduras

De teu concreto, sobrará poeira
De teu asfalto, o pedrisco
De tuas pedras, os pedaços
De tua suposta eternidade, a impermanência
De teu império, a ruína